• LUXO ASIÁTICO

    Porcelana, Laca e Seda Do Consumo à Apropriação

As peças expostas nesta sala documentam a influência da porcelana Ming dos séculos XVI e XVII na cerâmica portuguesa (1559-1687), e, em geral, o papel de Lisboa como recetor de bens do Oriente, quando a cidade se tornou um importante centro produtor de faiança.
O projeto, desenvolvido a partir da coleção de porcelanas do Palácio de Santos, Embaixada de França em Portugal, propõe ainda uma sele¬ção de peças que incluem lacas e sedas orientais, requintados bens de consumo que promoveram também, na arte europeia, as mais variadas expressões plásticas de um gosto orientalizante.

COMISSÁRIO
Rui André Alves Trindade


INAUGURAÇÃO
26 setembro | 18h