• GUERREIROS E MÁRTIRES

    A Cristandade e o Islão na Formação de Portugal

Em 2020, passam 800 anos do martírio de um grupo de franciscanos italianos: Berardo, Otão (sacerdotes), Pedro (diácono), Acúrsio e Adjuto (leigos) – os Mártires de Marrocos - que, em 16 de Janeiro de 1220, foram mortos no Norte de África. Tendo como pano de fundo uma época crucial da afirmação e estabelecimento de Portugal como nação, a exposição temporária “Guerreiros e Mártires. A Cristandade e o Islão na Formação de Portugal” através de um conjunto de peças (ourivesaria, cerâmica de luxo e comum, peças militares, tesouros monetários, pintura, iluminura, escultura, têxteis, marfins e artes do fogo) irá permitir aos visitantes desvendarem as vivências deste importante período.
O projeto envolve mais de setenta instituições (museus, bibliotecas, igrejas e coleções particulares) de Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, Marrocos e Reino Unido, e enquadra-se nas Comemorações do Ano Jubilar dos Mártires de Marrocos e de Santo António, tendo como parceiros a Diocese de Coimbra, a Igreja de Santa Cruz de Coimbra e o Museu Nacional Machado de Castro.

Comissariado
Santiago Macias
Joaquim Oliveira Caetano



Mecenas da Exposição
2019 Logos BPI Fundacao la Caixa